As águas do litoral brasileiro vão além da beleza natural, são também o espaço de trabalho diário de pescadores e pescadoras. O Instituto acredita que reconhecimento dessas práticas de pesca, sobretudo da pesca artesanal nos trechos do Estuário de Santos-São Vicente, são de extrema importância.

O projeto Cartografia dos Territórios Pesqueiros, elaborado por meio de processos participativos nas localidades de Itapema em Vicente de Carvalho, Monte Cabrão, Ilha Diana e Caruara na região continental de Santos,ocorrem no âmbito da Iniciativa para Governança Ambiental (INGÁ) desenvolvida desde 2010 pelo Instituto Maramar. A proposta segue uma metodologia própria com a realização de oficinas e saídas embarcadas.

Oficina Mapa Falado no bairro de Monte Cabrão, em Santos

Oficina Mapa Falado no bairro de Monte Cabrão, em Santos

Esse esforço de documentação objetiva situar espacialmente os territórios relevantes para a continuidade dessa atividade que tem sofrido perda territorial devido à 1. chegada de empreendimentos relacionados ao Porto, 2. acidentes que comprometem a produção e a renda de famílias que dependem da pesca no estuário, 3. criação de áreas protegidas sem as devidas consultas aos usuários das águas.

Gostou? Compartilhe