Das diferentes formas, cores e sabores dos alimentos nascem as mais variadas iguarias culinárias. Do mar, surgem os principais ingredientes para os tradicionais pratos praieiros. Das comunidades pesqueiras, histórias se constroem a partir de todo o processo que vai além da comida.

A partir dessa relação entre comida, pesca e trabalhadores surge o Comida Di Praia, um projeto idealizado pelo o Instituto Maramar, que atua com o objetivo de valorizar a comida praieira e quem a produz.

Mais do que a culinária, o projeto prioriza a história, a origem e o manejo da pesca. São esses três aspectos que o Comida Di Praia se fundamenta, uma vez que por traz de cada prato exista uma rede de pessoas trabalhando. Compreensão importante para exercer um consumo consciente que auxilie na garantia da atividade pesqueira.

Para difundir essa ideia, nada melhor que apresentar os pratos tradicionais praieiros com imagens que fazem o estômago roncar e a boca salivar, mas sempre acompanhadas de informações consistente que garantam o conhecimento de todo o processo até o produto final.

Essa troca de conhecimento será feita em duas plataformas online, tendo como o Instagram o grande protagonista das belas imagens, e por aqui, a história, origem, manejo e valorização de quem produz será feita a fim de diminuir a distância entre o processo de pesca e a iguaria culinária.

 

Gostou? Compartilhe